quarta-feira, 26 de maio de 2010




Quem me dera
Poder tatuar flores
Em cima das cicatrizes
Que trago no meu peito
ManyPallo


Um comentário:

herebomb disse...

Me perdoe poeta, às vezes
piso na bola!
Deixei a porta encostada...
Beijos/Here