sexta-feira, 26 de novembro de 2010


Não ouse
Envenenar minha garganta.
É com ela que canto
A canção da esperança.
_
ManyPallo

Um comentário:

Barthes disse...

Que o seu cantar se ouça longe,para além dos turíbulos dos monges.
Bjosss...