quarta-feira, 9 de junho de 2010

PERDER EM VOCÊ.



Já gritei na sua boca
O amor que trago
Já silenciei meu corpo
Em meio a luzes.
Já me perdi nos abismos.
Já vi miragens...
Já degluti o espaço que nos cabe.
Já me extasiei em sentimentos,
Nesse universo que te amo
Vivo agora os sonhos de mil anjos
Entre ácacias e gerânios,
Essa paixão.
E comungo num
Só gole do seu ar.


ManyPallo

Um comentário:

Luiz disse...

Teus poemas, Many, são os reflexos e as extensões escritas do teu pulsante e inquieto coração. Escreves apenas o que sobeja da infinitude dos teus sentimentos. É doce a leitura dos teus poemas. Creio seja, mais doce ainda, compartilhar teu coração. Nossa interação poética é - a um só tempo - suave e intensa. Te adoro, minha menina. Receba meus beijos e meu carinho.